Maio é o Mês das Mães e das Noivas! Mas como nossas anteninhas são treinadas para captar tudo que nos leva a sermos melhores empreendedores e impulsionadores de boas idéias e negócios, ficamos pensando que lições podemos extrair dessas mulheres sobre empreendimento! Se liga no que a gente descobriu.

Observamos que Mães e Noivas têm muito em comum. Além do fato de serem mulheres, ambas tem um grande desafio pela frente. Algo que vai mudar a vida e a rotina delas completamente e que exige delas atitudes, habilidades e competências que elas não nasceram sabendo, nem aprenderam na escola, mas vão precisar desenvolver para desempenhar seu novo papel plenamente. Assim como qualquer empreendedor de sucesso!

Empreender é gerar! Um novo empreendimento é como um filho ou um casamento. Por isso listamos abaixo essas características que…

…TODA MÃE E TODA NOIVA TEM, e se você quer empreender, precisa desenvolver:

CORAGEM: Necessária para qualquer empreendedor se lançar em algo novo e desafiador, sem retroceder! Nem a mãe, nem a noiva sabem exatamente o que está por vir, mas elas acreditam e se jogam, superando os medos e movidas pelo amor.

AMOR: O que impulsiona tanto as Mães quanto as Noivas é o amor! Ele é o combustível da característica anterior: a coragem! É também o amor pelo seu sonho ou propósito de vida que faz com que um empreendedor de sucesso vença qualquer adversidade. Diz o verso que “o verdadeiro amor lança fora todo medo”. E se a gente observar tanto as mães quanto as noivas enfrentam o que for pelo objeto do seu amor.

CRIATIVIDADE: Mãe sempre dá um jeito e Noiva dá seus pulos também para fazer acontecer, resolver problemas, e transformar supostas impossibilidades em realidades. Da mesma forma, o empreendedor precisará ser criativo muitas vezes, para tirar o máximo dos recursos que tem à mão, se manter no mercado e continuar se destacando entre seus concorrentes.

PLANEJAMENTO: É claro que ser mãe ou preparar uma cerimônia de casamento não é nada fácil e não se faz da noite para o dia, por mais que haja coragem, criatividade e amor. É preciso o mínimo de planejamento. E no caso dos negócios, quanto maior o planejamento, mais segurança no empreendimento. Disso depende o sucesso da sua empresa em todas as áreas. Especialmente a financeira. Você precisa decidir, por exemplo, qual é o melhor modelo de escritório para acolher seu negócio. 

INICIATIVA: Imagine só se apesar de todo amor e coragem envolvidos, das muitas idéias criativas para solução de problemas, e até apesar do planejamento, as mães ou as noivas nunca chegassem a tomar iniciativas? Nada de filho bem criado, nem casamento realizado (considerando a hipótese de a atuação dos pais e noivos ser nula, sem querer afirmar ser esse é o retrato fiel da realidade). Da mesma forma, para um empreendedor, não adianta ter um lindo sonho em mente ou um projeto bem desenhado no papel. É preciso pôr a mão na massa e fazer acontecer.

DESEJO DE SER A MELHOR: A idéia é que seu casamento seja o evento do ano! Positivamente marcante, cativante e inesquecível para todos. E que mãe não quer se superar e ser a melhor mãe do mundo para seus filhos? Esse desejo de protagonismo, destaque, e superação deve mover também quem quer empreender com sucesso. Este nunca pode se conformar ou se acomodar. Sempre deve estar atento a inovações do seu ramo.

ADAPTAÇÃO: É claro que é preciso se adaptar. E se chover e a decoração for a céu aberto? E se ao invés de um filho, vierem dois? Tanto as noivas como as mães vão precisar se adaptar. E, de preferência, sem perder a alegria. Da mesma forma alguém com espírito empreendedor deve estar disposto a dançar conforme a música (vulgo: oscilações do mercado). O otimismo, nesse ponto, pode ser um bom aliado.

AUTOCONFIANÇA: Muita gente não só vai querer, como vai, efetivamente, dar pitaco, na criação e administração do seu negócio. E quando isso acontecer, pode procurar a mãe ou a noiva mais próxima e pedir um abraço que elas sabem bem o que é isso. Sempre tem uma mãe perfeita de filhos imperfeitos para dar conselhos não pedidos às mamães de primeira viagem. E o que as noivas tem que ouvir de dicas de decoração à lista de convidados também não está no gibi. O importante é crescer em autoconhecimento e trabalhar sua autoconfiança para se manter firme no que você deseja, sem, é claro, dar lugar à obstinação. Porque saber ouvir é tão importante que é até o próximo tópico.

SABER OUVIR: Aqui está um bom ponto de equilíbrio. É preciso humildade para reconhecer que apesar de termos uma idéia e sabermos aonde queremos chegar com nosso negócio, não é necessário reinventar a roda. Sempre vai haver alguém que já trilhou um caminho parecido, com quem possamos nos aconselhar. Saber ouvir é também selecionar. Ouvir todo mundo pode gerar confusão, mas, assim como conselho de vó é bom tanto para mãe quanto pra noiva, ter pessoas mais experientes como referência é importante para quem quer minimizar os riscos do seu empreendimento. Ouvir a criança e o noivo, no caso das mulheres em questão também é muito importante. Tão importante quanto, para o empreendedor, é o ouvir o cliente. Você está pronto para ouvir o que o cliente tem a dizer?

SENSO DE OPORTUNIDADE: Nem mãe, nem noiva perdem uma boa promoção! Estão sempre antenadas para conseguir chegar mais perto dos seus objetivos com o melhor custo benefício possível. No caso de quem empreende, o desafio é filtrar as oportunidades. Nem sempre a oportunidade vai te aproximar da sua missão. Ter metas bem definidas, revisitar regularmente o plano de negócios e não esquecer suas origens te ajuda a manter o foco.

LIDAR BEM COM O NÃO: Quem nunca ouviu um NÃO bem redondo da mãe? Saiba que antes de aprender a dizer ela teve que dizer não muitas vezes a si mesma para beneficiar os filhos. Quem é noiva também vai concordar. Só o exercício de fazer a lista de convidados já é não abessa para dar. Também tem nãos para comidas gostosas e doces, para entrar no vestido. E para empreender em qualquer área vão existir sacrifícios. Além dos “nãos” que é preciso aprender a dar para si mesmo, ainda é importante dizer “não” muitas vezes para outros, e se preparar para os “nãos” que virão também. Que tal esse teste para descobrir se você sabe ouvir não?

RESILIÊNCIA: A resiliência é, para a física, a propriedade que alguns corpos apresentam de retornar à forma original após terem sido submetidos a uma deformação elástica. No sentido figurado é “a capacidade de se recobrar facilmente ou se adaptar à má sorte ou às mudanças”. Que quer dizer o que? Planos traçados e conselhos bem ouvidos, “nãos” bem digeridos e aproveitados… e, ainda assim, as intempéries da vida sempre podem surgir. Lembra da chuva na cerimônia planejada para o ar livre, ou dos filhos gêmeos ao invés de um só, quando você não tinha condições direito nem pra ter um? Então… além de criatividade, é preciso resiliência para resistir aos baques da vida. A Forbes tem uma lista de 9 famosos que faliram antes de ficarem milionários. Dê uma lida para se inspirar.

Anotou? Não é pouca virtude, não! Ler isso tudo, na verdade, além de te mostrar o que é preciso para empreender com sucesso, tinha o objetivo de te inspirar a valorizar ainda mais as mães que encontrar pelo caminho e às noivas para além dos vestidos. Eai? Cumpri minha missão? Fica de bônus essa 13a lição.

Eu sou Leandra Barros, e espero que tenha curtido esse artigo,
escrito para você, em Maio de 2019.
#somos4work